bg-corporea.jpg
  • Balão Corpórea

De cárie a câncer: O cigarro é o responsável por 90% dos casos de câncer de pulmão


No último dia 28 o Ministério da Saúde anunciou uma queda de 30,7% do índice de fumante em relação aos números dos últimos nove anos. O dado mostra uma vitória para a saúde do país, mas mesmo assim, o tabaco ainda é o responsável por 90% dos casos de câncer de pulmão.

Em cada tragada são inaladas 4.700 substâncias tóxicas, porém há três que são completamente nocivas à saúde, podendo causar morte a quem utiliza.

Nicotina: A Nicotina é a responsável pela ilusão de relaxamento, contudo, o que na verdade acontece é que ela torna os movimentos dos músculos mais lentos. Essa substância provoca a dependência e chega ao cérebro mais rápido que a cocaína.

Monóxido de carbono (CO): O monóxido de carbono (o mesmo que sai no escapamento dos carros) é um gás extremamente perigoso devido a sua grande toxicidade. Ele combina com a hemoglobina do sangue - ela que é a responsável pelo transporte do oxigênio – e acaba reduzindo a oxigenação sanguínea do corpo. É por conta da ação dessa substância que, em situações de abstinência, algumas pessoas ficam com dor de cabeça. Nesse período, o nível de oxigênio que circula pelo corpo volta ao “normal”, sendo assim, o organismo da pessoa que não está mais acostumado a esse “excesso”, reclama por meio das dores de cabeça.

Alcatrão: Essa substância contém vários produtos cancerígenos, como polônio, chumbo, arsênio e um agrotóxico chamado DDT, esse último irrita a parede do estômago e pode levar o fumante a sentir náuseas.

O cigarro faz mal à saúde em diversos aspectos. Além dos citados acima, o tabagismo também provoca vários estragos na região da boca, como a modificação do hálito, irritação da gengiva e consequentemente maior facilidade do surgimento de cáries, provocados pela fumaça do cigarro.


56 visualizações

Tire suas dúvidas no Blog Corporea

Fale Conosco

  • Facebook Social Icon